eLEVEaMENTE, Inspiração, Maternidade
05/05/2016
0 Comentários

Como nasce uma mãe

Paula e Catarina aguardam Vitório.

Paula e Catarina aguardam Vitório.

A natureza é sábia e concede um tempo precioso para que uma mulher comece a entender e se preparar para um de seus papéis mais importantes na vida: o da maternidade. Os nove meses do gestar são tão importantes para o desenvolvimento do feto quanto são imprescindíveis para a transformação de uma mulher em mãe, aguçando sua sensibilidade, suas percepções e instintos.

Por quanto a tecnologia e modernidade possam ter ‘facilitado’ a vida da mulher nesse período, a rodeando de soluções e técnicas para “ser mãe”, sua maior e principal fonte de conhecimento reside dentro dela mesma, através do acesso à sua individualidade e intuição. É dessa fonte que cada gestante é chamada a se saciar inconscientemente, e a entrar em contato com a sua própria essência, que carrega sua história e valores.

Dessa introspecção, e através do sentir e do respirar que se dá o fluxo de energia para a mais pura e eficiente conexão entre o bebê e a mulher, que vai se tornando mamãe. É por isso que práticas como a meditação e yoga são tão enriquecedoras e indicadas durante a gestação, facilitando esse fluxo de energia no seu corpo e conexão espiritual.

Enquanto “tece” seu bebe, a vida muda para o amadurecimento da mulher que se está gestando como mãe e nasce quando dá a luz, muitas vezes desmontando suas crenças enraizadas, modificando suas verdades e transformando seus sentimentos. É agora a mulher mãe.

Por isso, ao contrário do que prega e move a cultura atual, do conhecimento instantâneo e fácil, que quase nunca prevê uma educação pré-natal voltada para a vida e a individualidade de cada ser, o desenvolvimento e nascimento de uma MÃE se dão olhando para dentro, e não tentando absorver todos os exemplos e informações ao seu redor.

” Informação é importante, mas nunca deve se sobrepor à sua intuição e sensações. Deve sim ajuda-la a se ‘empoderar’ de sua tarefa natural, tal como deve ser.”

Deixo assim a minha contribuição e homenagem a todas as mulheres e mães, que fazem do gestar não um período, mas uma etapa do seu caminho de evolução e criação com grande coragem e disponibilidade. Parabéns pelo seu dia, todos os dias!

Comente pelo Facebook
Deixe um Comentário

AnteriorVoltar para a home
LEVEMENTE NO YOUTUBE
Vídeos toda semana, se inscreva!